"CorPower plans to invest 40 to 50 million in Portugal"

Regarding the Oceans Meeting Conference in Lisbon, four companies presented their projects and the importance of this type of events. Nuno Coelho, CEO of A4F, talks about the importance of microalgae for a sustainable future and the new project: ALGATEC Eco Business Park.

Partial article transcription below (in Portuguese):

 

Parque de microalgas

A A4F Algae for Future foi outra das empresas presentes no Oceans Meeting. Em declarações ao Dinheiro Vivo, Nuno Coelho, o fundador e presidente do conselho de administração desta empresa de bioengenharia criada em 2008 só com capitais próprios, destaca a relevância do evento ao considerar que “é mais um passo na concretização daquilo que é a importância estratégica do mar e dos oceanos para Portugal”. “Nesta estratégia, a produção de microalgas podem desempenhar um papel muito relevante na medida em que temos as melhores condições da Europa para a localização deste tipo de indústrias”, afirmou o responsável da empresa que fechou o ano de 2016 com um volume de negócios de dois milhões de euros.

Nuno Coelho salienta ainda a importância de reencontrar “muitos dos 80 parceiros europeus com quem nos damos numa base regular e poder dar a conhecer o nosso projeto a outras entidades relevantes nesta área”.

O projeto em causa é só o maior parque de microalgas da Europa, localizado em 14 hectares na Póvoa de Santa Iria. O Algatech, que representa um investimento superior a 20 milhões de euros, resulta de uma parceria com as empresas Solvay Portugal e Lusoamoreiras. “Temos três projetos já contratados com clientes nacionais e vamos iniciar as obras ainda este mês. Um dos projetos estará operacional ainda em 2017 e os outros dois até ao fim de 2019”, revelou Nuno Coelho. “Estamos firmemente convencidos de que as microalgas irão fazer parte das soluções para um planeta sustentável, nomeadamente, da alimentação humana, ração animal, do tratamento de afluentes e até da bioenergia”, afirmou.