História da Empresa

  • 1989

    • Os membros da equipa de gestão da A4F iniciam atividades de investigação em biotecnologia de microalgas, na ESB-UCP.

  • 1997

    • Os Membros Fundadores da A4F começam a produzir e vender microalgas, em Olhão, Portugal.

  • 2006

    • A ideia de criar uma empresa focada na tecnologia de produção nasce. A4F - Algafuel S.A., dedicada a unidades de produção de microalgas em grande escala, abrangindo todos os aspetos desde sistemas de fotobiorreatores, matérias-primas e processamento a jusante, nomeadamente para produzir biocombustíveis a partir de microalgas.

  • 2007

    • O primeiro projeto comercial começa com a empresa de cimento SECIL. Incluída na política da SECIL para a redução da pegada de carbono, a A4F analisou as microalgas nativas em dois locais em Portugal, onde a SECIL possui unidades de produção - Outão e Pataias.
    • Prémio Inovação BES: a ideia de negócio A4F-Algafuel, conceito e plano atribuído com o 1º Prémio do 2º Concurso Nacional de Inovação Inovação BES - Energias Renováveis.

    • Primeira aprovação de projetos financiados no âmbito do NEOTEC - Novas Empresas de Base Tecnológica - Programa Nacional.

  • 2008

    • A4F – Algafuel S.A. é constituída.

           

    • Início do projeto com a GALP ENERGIA para explorar a viabilidade económica da produção de biocombustíveis a partir de microalgas.

    • Início do projeto com a SECIL: biomassa de microalgas para tratamento de gases de combustão e sequestro de CO2. O projeto é o primeiro protótipo de um reator integrado destinado a demonstrar a validação do conceito para a captura de CO2 de uma fábrica de cimento, que depois é utilizado para promover o crescimento de algas em reatores. A característica exclusiva deste projeto é que a tecnologia pode ser adaptada a qualquer setor onde o CO2 precisa ser capturado. As algas são usadas para produzir combustível.

  • 2009

    • Instalação de uma unidade de I&D, na fábrica de cimento de Pataias - UPPM.

      UPPM - Unidade Protótipo de Produção de Microalgas: 0,15 ha / ≈20 m3.

    • Prémio Prata EEP, 2009 (Mais Informação).
    • Projecto QREN: ALGAPLEX - Crescimento de microalgas mixotróficas (Out 2009 - Out 2011).

  • 2010

    • Estudo para o Centro de Inovação de Algas do INCROPS, Reino Unido.
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: GIAVAP - Modificação genética de algas marinhas ou de água doce para melhor se adequar às aplicações industriais (Nov 2010 - Nov 2013).
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: AQUAFUELS - Exploração de várias algas e outras biomassas aquáticas não alimentares para a produção de biocombustíveis de segunda geração (Jan 2010 - Jul 2011).
    • Início da construção da ALGAFARM - Com a UPPM como unidade experimental de produção, a ALGAFARM foi projetada para produção de microalgas de alta qualidade e qualidade alimentar, à escala industrial (1 ha; mais de 1.300 m3).

  • 2011

    • Instalação do Laboratório de Inovação de Lisboa (LIL) da A4F.

    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: BIOFAT - Biocombustíveis de microalgas (Abr 2011 - Abr 2016).

  • 2012

    • Estudo de viabilidade para Beaatech, para uma instalação de uma unidade de produção de microalgas à escala industrial na Arábia Saudita.
    • Conclusão da construção da Algafarm - uma unidade industrial de produção de microalgas de alta qualidade para alimentação humana e alimentação animal de especialidade (1 ha; mais de 1.300 m3). A A4F começa a operar a unidade de produção e a formar a equipa responsável pela operação e manutenção das infra-estruturas.
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: PHOTO.COMM  - Comunidades fotossintéticas em produção industrial (Out 2012 - Out 2016).
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: ProEcoWine - Produtos fitofarmaceuticos de microalgas (Nov 2012 - Nov 2014)
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: DEMA - Produção direta de bioetanol a partir de microalgas (Dez 2012 - Jun 2017).

  • 2013

    • Rebranding para A4F – Algae for Future.

    • A primeira edição do Curso LiMBAC (Lisbon Microalgae Biotechnology Course), organizado pela A4F. O curso avançado dedicado à biotecnologia de microalgas foi criado com o objetivo de familiarizar os participantes com conceitos avançados dos processos de produção de microalgas, desde a produção em laboratório, à produção em larga escala e processamento a jusante, e para a apresentação de palestras que cobrem toda a cadeia de valor do mercado das microalgas.
    •  

      Allma, Lda. é constituída (JV com a SECIL) - Lançamento da marca Allma, para comercialização da biomassa de microalgas produzida na fábrica Algafarm. Chlorella by Allma como produto estandarte.

    • Instalação da Unidade Experimental de Lisboa da A4F.

         

    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: PUFAChain - Desenvolvimento de uma gama de produtos derivados de ácidos gordos polinsaturados, extraídos de várias espécies de microalgas (Nov 2013 – Nov 2017).
    • Programa-quadro Europeu de Investigação FP7: D-Factory - Produção e biorefinaria de Dunaliella (Dec 2013 – Dec 2017).
    • Projeto QREN: INOVLAB - Optimização de métodos analíticos aplicados a rotinas de culturas e processamentos de microalgas (Oct 2013 – Oct 2014).

  • 2014

    • Aumento de escala completo e operação em pleno da Algafarm

        

    • Construção do Raceway Cascata do BIOFAT: 0,5 ha.

    • GENOMIA FUND: AlgaeEcoID - Isolar, cultivar e caracterizar os agentes patogénicos das microalgas verdes Haematococus e Chlorella (Mar 2014 - Mar 2015).
    • EABA - Vítor Verdelho, CDO da A4F, eleito Presidente da European Algae Biomass Association (EABA). Link

  • 2015

    • Programa Europeu de Investigação HORIZON 2020: ALFF - Amigos e Inimigos do Microbioma Algal (Jan 2015 - Jan 2019).
    • Início do projeto com a Fundação MASCIR: 2000 m2 e 6 m3, em Marrocos.

      Projeto de uma unidade para a produção de microalgas, com sistemas abertos e fechados, à escala piloto, para serem instalados em Marrocos.

    • Conclusão do projeto com a SECIL: Unidade de produção Algafarm e marca comercial Allma transferida para o Cliente.
    • Programa Europeu de Investigação HORIZON 2020: PHOTOFUEL - Estimular o potencial de inovação das PMEs para um sistema energético com baixa produção de carbono (Maio 2015 - Maio 2019).

  • 2016

    • Parceria com a Universidade de Cambridge - Centro de Inovação de Algas - Colaboração estreita para desenvolver projetos de I&D, experimentos e workshops conjuntos, com o objetivo comum de desenvolver e disseminar o conhecimento básico e aplicado na produção de microalgas em escala piloto.
    • Parceria com LusoAmoreiras e Grupo Solvay.

      A A4F convidou a LusoAmoreiras e o Grupo Solvay para o desenvolvimento conjunto do maior parque de microalgas da Europa. O ALGATEC Eco Business Park aproveita uma excelente localização geográfica na Europa, bem como a disponibilidade de matérias-primas, para receber projetos de microalgas, promovendo a inovação e o desenvolvimento econômico sustentável, baseado em sinergias entre os promotores e o ambiente industrial.

    • LusoAmoreiras investe no projeto BIOFAT.PT - através de uma abordagem de biorrefinaria de microalgas, o projeto visa produzir microalgas para biocombustíveis e produtos de valor acrescentado. A A4F é responsável pelo desenvolvimento, construção e implementação do projeto.

    • Início do projeto com a Universidade do Qatar.

      Design e construção do Raceway cascata, à escala piloto, para instalar na Universidade do Qatar.

    • Segunda edição do Curso LiMBAC, organizado pela A4F - Curso Avançado de Biotecnologia de Microalgas de Lisboa.
    • EABA - Vítor Verdelho, CDO da A4F, reeleito Presidente da European Algae Biomass Association (EABA). Link

  • 2017

    • Programa Europeu de Investigação HORIZON 2020: ABACUS - Algas para biomassa aplicada à produção de compostos de valor acrescentado (Mar 2017 - Mar 2021).
    • Projecto de I&D do Nordic Centre of Excellence NordAqua - O NordAqua combina parceiros industriais e de investigação de países nórdicos para alcançar soluções de economia azul competitivas. O foco do projeto NordAqua é melhorar as aplicações industriais de algas e microalgas nos países nórdicos.
    • A4F assina acordo como parceiro especializado e responsável pela tecnologia de produção industrial de microalgas no ALGATEC - Eco Business Park - O ALGATEC é um Eco Business Park concebido para acolher empresas empreendedoras e projetos no setor de algas e microalgas. O papel da A4F é o fornecimento da tecnologia, o suporte científico e gestão do parque.
    • Assinatura do acordo entre a Águas do Tejo Atlântico (AdTA) e a A4F.

      A A4F assinou um acordo de colaboração com a Águas do Tejo Atlântico (do Grupo Águas de Portugal), uma empresa de referência no setor da água em Portugal, para o desenvolvimento de projetos inovadores que integram o tratamento de águas residuais com microalgas e produção de energia.

    • Início do projeto com a ALGAE TAGUS: área de 1000 m2, em Portugal (ALGATEC - Eco Business Park).

      Investimento privado em projeto de micro-farming projetado, construído e operado pela A4F, para a produção de várias espécies de microalgas.

    • Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Portugal 2020 (SI I&DT): ARA.FARM - projeto de demonstração para a produção industrial de ácido araquidónico de microalgas (Nov 2017 – Nov 2019).